Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo visita a sede da ACEESP em São Paulo

Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo visita a sede da Aceesp em São Paulo

Em visita informal, ministro  é recepcionado pela diretoria da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo e acerta  encontro com jornalistas para conhecer experiências sobre Copas do Mundo

O ministro dos Esportes,  Aldo Rebelo, esteve na sede da Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) na noite de segunda-feira (21/05) para uma visita informal. Rebelo foi recepcionado pela direção da Aceesp,  órgão que representa os jornalistas que atuam no segmento de esportes dentro do Estado de São Paulo.  O ministro foi recepcionado pela diretoria, encabeçada por seu presidente,  o jornalista Luiz Ademar, o vice-presidente, Erick Castelhero , além dos diretores Luiz Augusto Simon e Wagner Prado.  Na visita foi acertado que Rebelo  virá nos próximos dias a São Paulo para um encontro, onde quer conhecer experiências sobre a parte organizacional de outras Copas do Mundo. O encontro acontecerá na sede da Aceesp, na avenida Paulista.

Aldo Rebelo elogiou as instalações da Aceesp, entidade que já conhecia pela importância que tem dentro do cenário da informação esportiva brasileira. Ele disse que o futuro  encontro será de grande contribuição para acertar aspectos estruturais da Copa de 2014. “Queremos saber que tipos de problemas foram enfrentados pelos jornalistas em Copas anteriores.  A última aconteceu há apenas dois anos (África do Sul) e a penúltima há seis anos (Alemanha). São experiências recentes. Queremos aperfeiçoar o que eles fizeram de bom e eliminar qualquer aspecto ruim”, disse.

O presidente da Aceesp, Luiz Ademar,  se mostrou otimista quanto à contribuição que os jornalistas de São Paulo poderão dar.  “A iniciativa foi toda do ministro. Tivemos um encontro em Goiás, quando ele manifestou interesse em conhecer a Aceesp, o que está acontecendo. Ele disse que gostaria de conhecer as experiências vividas pelos jornalistas em eventos anteriores e vamos promover isso. Acredito que poderão surgir ideias importantes para ajudar no trabalho de cobertura da Copa de 2014 aqui no Brasil. Tanto para os profissionais daqui quanto para os profissionais de fora”, disse.

Simpático, Aldo Rebelo teve que explicar o motivo de ele, que nasceu em Alagoas, ter se transformado em torcedor do Palmeiras.  “Foi por simpatia a um tio. Na época (década de 1960) havia o Santos de Pelé, que ganhava tudo.  O Corinthians, que não ganhava do Santos. E o Palmeiras, que ganhava do Santos de vez em quando. Acabei palmeirense”, afirmou o ministro, que se mostrou conhecedor  da história de seu time, falou muito sobre alguns jogos memoráveis  e lembrou  com carinho de Ademir da Guia, um dos grandes craques da Academia alviverde.