Nota de repúdio

A Aceesp lamenta que o Sr. Fábio Carille, treinador do Sport Club Corinthians Paulista, em virtude de suspeita de vazamento de informações sobre detalhes de seu treinamento, tenha afirmado que “vocês da imprensa que passaram jogadas nossas para os rivais”.

Ao generalizar a atuação de uma categoria em virtude de uma desconfiança, Carille, um profissional respeitado, desrespeita os profissionais que pautam suas atuações como jornalistas pela seriedade, ética e isenção.

A Aceesp reitera que é um direito do treinador e do clube restringir o acesso a suas atividades de treinamento.

A Aceesp não compactua com supostas atividades de espionagem praticadas por jornalistas no exercício de sua profissão. Mas reforça, como representante da categoria dos jornalistas esportivos em São Paulo, que o direito da informação transmitida de forma clara, isenta e independente ao leitor, internauta, ouvinte e telespectador é absolutamente democrático. Além de repudiar qualquer tentativa de se imputar a toda uma categoria a responsabilidade por atos individuais.

Atenciosamente.

A Diretoria