Morrem os cronistas esportivos Manduca e Germano Ferreira Coelho

O jornalismo esportivo amanheceu este domingo com duas notícias muito tristes, com os falecimentos dos cronistas Armando Gomes e Germano Ferreira Coelho.

Além de referências em seus trabalhos, ambos foram atuantes à frente da categoria, com apoio irrestrito à ACEESP. Armando foi presidente da ACESAN e Germano representou a diretoria da ACEESP no Interior do Estado.

Com uma história profissional exemplar nas Emissoras Coligadas, Germano morreu aos 80 anos, vítima de Alzheimer, em Araraquara. Nascido em Jaú, deixa a esposa Enilde e os filhos Silvia, Claudio e Fernando. Seu outro filho Germano Sampaio é falecido.

Armando era conhecido carinhosamente como Manduca e faleceu aos 77 anos. Ele lutava contra um câncer, deixando a esposa Laura e os filhos Vinicius e Victor. Seu último trabalho foi como apresentador do programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília.

Manduca era de uma família de radialistas e começou na Rádio Clube de Santos. Passou por diversas rádios da região, sempre trabalhando com foco no time da Vila Belmiro. Em 1978, foi convidado a participar do ‘Futebol é com 11’, da Rádio Gazeta de São Paulo, programa precursor do ‘Mesa Redonda Futebol Debate’ da TV Gazeta. Teve passagens pela Rádio A Tribuna AM e TV Litoral até criar o programa Esporte por Esporte, na TV Santa Cecília.

Devido à sua trajetória de cobertura do Santos Futebol Clube, Armando Gomes é nome da sala de imprensa do Estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro.

A ACEESP envia as suas condolências e se solidariza com familiares e amigos de Armando Gomes e Germano Ferreira Coelho.

Armando Gomes, o Manduca

Germano Ferreira Coelho entre os cronistas José Maia e Roberto Monteiro