Live promove o lançamento oficial do Paulistão Feminino 2020

Com participações de jogadores e celebridades, o evento lançou oficialmente a competição estadual

 

Na tarde desta quinta-feira (15) aconteceu a live especial de lançamento do Paulistão Feminino 2020 com apresentação de Alê Xavier, do Desimpedidos, e Roberta Nina, das Dibradoras. O evento contou com a participação de atletas que farão parte de mais uma edição histórica.

Yasmin, lateral do atual campeão Corinthians, destacou a qualidade da competição. “Serão bons jogos, as equipes estarão preparadas e o torcedor poderá desfrutar bastante. Que seja mais um campeonato de sucesso para a FPF por tudo que tem feito pelo futebol feminino”, disse.

Responsável por comandar o departamento de futebol feminino da FPF, Ana Lorena falou sobre o processo de fomento da modalidade ao longo dos anos. “A FPF mostra que é possível ser feito e com qualidade. A categoria de base é o principal ponto para ser atacado. Precisamos criar mais competições. Pretendemos baixar mais a idade para estruturar o caminho da menina. Precisamos massificar as competições de base, pois isso faz com que a roda gire”, explicou.

Ana Lorena ainda falou da expectativa para o ínicio da competição. “É um grande desafio nessas condições por conta da pandemia. Vamos realizar com a maior segurança possível, mas vamos entregar o campeonato para fomentar e ajudar a modalidade. Já que não tem torcida, vamos fazer com que o produto chegue para o público. A gente tem que criar conteúdo do futebol feminino, pois é um bom produto e tem pessoas que querem e assistem”, completou.

A 23ª edição da competição feminina mais antiga e tradicional do país tem início neste fim de semana e terá 38 jogos transmitidos ao vivo no Facebook Watch.

Novidade
As transmissões são fruto de parceria inédita entre a Federação Paulista de Futebol e o Facebook, que inclui ainda a série documental sobre futebol feminino ‘Absolutas – O Futebol Feminino Contra-Ataca’, além de outros conteúdos especiais e exclusivos.

Diretora da série, Lili Fialho revelou os bastidores das gravações. “Uma coisa bem legal é um trabalho feito por mulheres. Acho que é uma preciosidade que estamos em um time feminino, olhando para o futebol feminino. Cada dia que vamos filmar, eu volto para casa agradecida pela relevância de falar em futebol feminino. Desde as crianças até as pioneiras é muito urgente ouvir essas mulheres e está sendo um privilégio contar essa história”, finalizou.