Nota de repúdio às agressões sofridas pelo repórter Alexandre Silvestre em BH

A ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) lamenta e repudia profundamente as agressões sofridas pelo jornalista Alexandre Silvestre, repórter da TV Gazeta/SP, durante o seu trabalho por ocasião do jogo Atlético-MG x Palmeiras, pela semifinal da Copa Libertadores, na noite de terça-feira, em Belo Horizonte.

O jornalista estava nos arredores do Estádio do Mineirão, exibindo ao vivo a movimentação da torcida em participação na Gazeta Esportiva Live Show. Ao mostrar um grupo de atleticanos, Silvestre acabou hostilizado e foi atingido em seu ombro pelo capacete atirado por um torcedor. Silvestre passa bem, apesar da agressão.

É repugnante que, no exercício da sua profissão, um jornalista seja agredido, hostilizado e desrespeitado.

Não é a primeira vez e não se resume a um clube, a um jogador, a uma torcida, nem a um estádio especificamente. A cada dia a intolerância se faz presente nas praças esportivas com episódios lamentáveis.

A ACEESP repudia toda e qualquer agressão contra jornalistas, o que fere a liberdade de expressão e o direito garantido na Constituição.

Atenciosamente.

Erick Castelhero                                                                Presidente

Maurício Noriega                                                           Vice-Presidente